Home      Sidney      Blog     Programas      Conta      Contactos

Influência do sono na saúde e na performance física

A prática de exercício físico tem-se demostrado "um remédio” potenciador de anos e qualidade de vida. Mas a labuta diária para muitos, nem sempre possibilita essa qualidade, sendo o sono, um dos fatores que contribuem neste desiderato, levando a vários e sérios problemas de saúde, impossibilitando almejar certos objetivos na sua performance, adquirida através dos seus treinos.

A constante má qualidade de sono leva a distúrbios nos ritmos biológicos que, posteriormente, afeta negativamente, o estado físico e sociopsicológico, pois o ciclo circadiano tem uma relação direta com a nossa saúde e bem-estar, como por exemplo, a estimulação de cortisol (hormona de estresse).

Apesar das vantagens da prática de exercício físico, a falta do sono acarreta consequências nefastas devido ao aumento dos níveis de citocinas pró-inflamatórias, que dificulta o bom funcionamento dos mecanismos que controlam os diferentes sistemas vitais e as atividades químicas e elétricas de cada órgão. Logo, agrava a motivação e a recuperação pré e pós treinos.

Para uma boa homeostase do sono, recomenda-se dormir sete a nove horas profundamente, pois horas de sono também afeta a eficácia do sistema glinfático, ou seja, o sistema drenador que elimina residios tóxicos, como beta-amilóide, relacionada com a doença de Alzheimer. É de realçar que para além de efeito negativo na saúde cerebral, também afeta a composição corporal, desejos de ingerir mais alimentos, estímulo potencializar do aumento de massa gorda assim como a perda de massa magra e do emagrecimento.

Os mais recentes estudos indicam que o comprometimento do sistema imunológico derivado do insuficiente tempo ao dormir aumenta significativamente o risco de cancro.

Ora, outros sistemas como o cardiovascular, metabólico e respiratório também são afetados pelo sono inadequado, com consequências no trabalho aeróbico, na produção de força muscular, regulação de ácido lático, condicionando doenças cardiovasculares, acidentes vasculares cerebrais e insuficiência cardíaca congestiva. Por conseguinte, as principais condições psiquiátricas estão associadas a interrupção do sono, como a depressão, ansiedade e tendências suicidas. 

 

De forma a reduzir os riscos de lesões, e potenciar a recuperação pós treino, a motivação e melhorar a sua qualidade de vida, respeite o seu ritmo biológico, durma bem e muito mais horas. Lembre-se, caso tenha alguma dificuldade em atingir objetivos, procure sempre a ajuda de um especialista nestas matérias.

 

 

Sidney Neto - Personal trainer